Trovinha de querer bem!

E se a poesia te deixar

Agarre-a com toda a força!

Não deixe partir de ti

Tanto bem tanto querer

Que esta vida por viver

É saudade e não tem fim

Registre com olhos e afins.

Trabalhe com a régua

Transferidor e compasso,

Papel e tinta no jeito

Palavras e frases no peito.

k.t.n. in trovinha besta, meu deus!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A festa

Para Ana em anniversarius

Fímbria escarlate