Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2018

Pelos olhos de Celso Olenckicki

Celso Olenckicki

Teu corpo é chama e flameja
 Como a tarde os horizontes

 ...E puro como nas fontes
 A água clara que serpeja 

...Que em cantigas se derrama
 ...Volúpia da água e da chama 
...Teu corpo é tudo que brilha 
...Teu corpo é tudo que cheira ...


Rosa , flor de laranjeira ...


-----Lindo poema o seu Kátia Torres Negrisoli

uma linda e poética semana em sua vida .

Fímbria escarlate

Imagem
E te espero além do meu tempo.

Água profunda desses lençóis. 

Alma espargida sobre a fímbria escarlate. 

Procissão de cegos em dia chuvoso. 

Direi do meu Deus absurdos e lamentos. 

Atingirá a coluna dorsal. 

E em todos os meus fragmentos

a doce espera de um dia, afinal!

 Barcos 🚤caminham sobre  águas. 


Dos mares e encantos bravios 

o rosto que atinge, esferas de luzes

virginais profetizam. Chegou !!!

Das consoadas

Imagem
Se estes caminhos não me apetecem Devo seguir por atalhos Mesmo com espinhos A mão da morte contornada.
Se a obnubilação assim tingir Desconfiarei do arco-íris Rogarei preces às ninfas Às sereias e estrelas-do-mar
Vingarei o alto porte Mostrarei meu rumo norte Com as pedras que pular
E o seresteiro tangente buscará Em meio à terra em meio às gentes A toada mais profunda mel em mar dará.