quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Suavidade

Me olhe

me olhe entre silêncios

e dorme neste sono imponderável

marcado pelas gotas do orvalho. 



Sussurre a prece

norteie o galo

Não há pressa

Só tempo!


k.t.n. in suavidade

Nenhum comentário: