sábado, 21 de novembro de 2015

Inversos



 Não tenho flores hoje!
Gastei-a com os tempos!

Não tenho hojes!
Gastei-os com as flores!

Não tenho ideia nem franja!
Cortei-as com o tempo!

Não tenho tempo e ideias!
Cortei-as com a franja!

A tez ficou curta.
O navio profundo!

A mulher sem saída!
O navio sem chegada!

Os ramos partiram!
Enroscaram-se no leme.

O que era do navio?
Um menino em prece ao vento!

Não tenho flores hoje!
Gastei-as com o pensamento!

Tenho pensamentos gastos!
Restos de flores murchas!

Testa emprestada às rugas!
Do tempo os vincos todos.

Tartarugas que passaram.
Saltando pedras escalando cumes.

Tanto verso e tanta cruz!
Inversamente nesta luz!

...

Pois, não tenho flores hoje!

k.t.n. * & in Inversos

5 comentários:

Marlene Vieira Perez disse...

li dois poemas de Kátia e achei originais e modernos para muitas leituras,conciso como deve ser, filosóficos,fazem pensar e recriar,cabe em qualquer tempo sempre vigente e moderno...

MPerez- 21/11/15 - Rio das Ostras - RJ

Marlene Vieira Perez disse...

li dois poemas de Kátia e achei originais e modernos para muitas leituras,conciso como deve ser, filosóficos,fazem pensar e recriar,cabe em qualquer tempo sempre vigente e moderno...

MPerez- 21/11/15 - Rio das Ostras - RJ

blue star disse...

sabe Katia poderia ate lancar um livro de prosas e poesías ne?seu fa e leitor
Ricardo Kouzaka

Kátia Torres disse...

Blue star é Ricardo Kouzaka?! Que máximo! Adorei! Venha mais vezes! Vencerei a ataxia e publicarei um livro neste ano. Abraços!

Kátia Torres disse...

Marlene Vieira Perez, obrigada pelo comentário. Venha sempre! Rio das Ostras deve ser um lugar mágico para se poetizar.