sábado, 14 de novembro de 2015

Inesgotáveis

Indo, mas volto para o sono eterno dos dias.
Infindáveis.
Inesgotáveis.
Amparados na quietude dos pássaros do quintal.

k.t.n.&

Nenhum comentário: