sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Pílulas brocadas

A vida me doura.
Douro a pílula.
Enveneno águas.
Engulo sapos.
Finjo cimentos.
Arrebento palavras.
Entorno gamelas.
Gesto obscenos,

Na via, na rua, no passeio público.
Na casa, na sala, na bruma.

Garotas nervosas.
Meninos irrequietos.
Homens altivos,
Mulheres ativas.
A vida me presenteia.
Olho de esgueio.
O parto perverso,
Jateou a lua prata!

Na cama, na janela, pela cortina.
No mar, no cais, na praia.

A pílula me doura.
Como cimento,
Devolvo artifícios
Jeitosos carprichos.
Armo o quadril,
Espeto a rosa.
Amparo margaridas.
Sento-me na praça.

k.t.n. in loco.

Nenhum comentário: