Memória

Se te tenho na memória,
é para desafiar o tempo!
Não te detenhas,
nela há o que convém.

Como um farto almoço de domingo,
Terminado com a fruta da estação.
Não te detenhas,
minha memória fica.
Podes partir

k.t.n.*$

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A festa

Sombra de eucaliptos