Vida

Há uma vida dentro de mim.
Outra fora.
De vez em quando elas se encontram.
Vez ou outra fazem festa.
Acho que cada uma se detesta.
Incompatíveis opiniões formadas.
A vida que vai, ... a via que fica.
A espera mortal, ... dentro o infinito.
E dispersa na noite,
Uma das vidas agita e se mostra.
A outra morre pequena.
No Sol se levanta, é a vida do outro,
fazendo poema!

k.t.n.*

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A festa

Sombra de eucaliptos