quarta-feira, 17 de julho de 2013

Doce


A minha História derramou calda de chocolate, doce e festa e feira livre.

 Desabou no caos do silencio profundo. 

Deitou-se em berço não esplendido. 

Fugiu da luta.


 Foi fitar-sem no espelho transversal da travessa Cristal e quebrou-se! 


Levantado pelas freiras de saias estúpidas, enfurnou-se!


 /// E não havia roseiral. 


 k.t.n&

Nenhum comentário: