domingo, 9 de junho de 2013

Leite perdido


  1. Perdi um livro!

    Não foi o "Leite Derramado".

    Este entornou-se sozinho.

    Derramou-se em gavetas longínquas.

    Ficou.


    Era primavera e ninguém sabia.

    Nas esferas de ostras pérolas.

    A nata pendeu.

    Virou.


    Manteiga em pão amanhecido.

    Tanto esquecido fora o esquecimento.

    O Alzheimer enfeando a fome.

    Nevou.


    Letras tortas penderam.

    Verteram-se ao sabor do vento.

    ou do leite desarrumado.

    Em pétalas de flocos brancos.
     


    k.t.n. ***



Nenhum comentário: