quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

O meu bloco na rua, eu vou cantar!


Imagem de Luiz Cavalli

O meu bloco na rua, eu vou cantar! (Prá dar e vender)



Tiraram o meu fusca da rua.
E nem era segunda-feira de Carnaval.
Como jogar serpentinas?
Cinzas, pratas, etc e tal?

Na quarta-feira resolvo isso.
Deixo o futebol  neuras todas.
Pego a cinza do teu rosto.
Uno as partes em tons mais lúdicos.

Eliminarei ferrugens.
Tempo perdido.
Rodas novas, vida em crescente.

Parcerias iluminadas.
A lua por companheira.
Terra Brasil, hospitaleira.


In amor de rua aos pedaços!
k.t.n.&*

Nenhum comentário: