quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Gabriela e o julgamento do Cel Jesuíno!

Hoje deixei meu sono de lado, para assistir ao capítulo da novela Gabriela!

Quando adolescente meu pai não permitia assistir a esta novela e outras, cujas cenas eram consideradas indecentes e não apropriadas, ele desligava a TV. Hoje, na interpretação fantástica de José Wilker e dos outros atores, senti orgulho imenso de Jorge Amado, nosso escritor, que por meio de seus romances registrou costumes e marcas históricas do nosso país, como o coronelismo e os abusos da Igreja, que buscando o bem faziam tanto mal ao povo vide beatas e veneno de cobra coral destilados em invejas e preconceitos tolos, e atenção  espcial, às mulheres, que submissas resistiam num reinado patriarcal irrisório. 

Críticas à Globo e ao gênero novela à parte,  é inegável a contribuição social e histórica das mesmas. Herança portuguesa e muito de  Camilo Castelo Branco, cuja vida foi uma novela de primeira categoria!

Parabéns, aos atores que, nesta segunda versão,  interpretam com qualidade. Cultura nossa  e deve ser objeto de estudo e análise. Interessante experenciar esta narrativa, depois de tantos anos da primeira edição Global.

Que as Gabrielas sejam felizes em sua essência e liberdade !!! Com muita flor de hibisco vermelhas!

k.t.n.* in Gabriela

Nenhum comentário: