sexta-feira, 6 de julho de 2012

De amor, amoras e temperos

Da laranja quero um gomo e um pedaço,
Do menino mais safado quero um beijo enamorado!
Correndo pelo pátio interno, descendo ladeira,
Evocando estrelas.
Despenteio a pitaia e descasco a grapefruit
Espremo sucos e aspiro sumos,
Cada qual com seu sabor,
Mas o que quero de verdade
É o suco do meu amor!

E assim, batatinha quando nasce
Esparrama pelo chão,
No Mercado há tomate
E arroz-doce de montão.

Colei o queijo na goiabada,
Questionei castanhas e punhado de cerejas.
Saí desgovernada,
Bati meu carro no filtro das maçãs.

É feirinha linda com gosto de pastel
Bacalhau marejado de mar atravessando o canal
Mortadelas, queijos, temperos,
A têmpera dos algozes deixei primeiro.

Pois pus a mão no coração.

Fui, cheguei, degustei, provei, voltei.

k.t.n.& , in texto inacabado!

Nenhum comentário: