sábado, 30 de junho de 2012

A menina



"Era uma vez", uma menina rosa
De tão rosa no seu sonho escureceu
Não percebeu que a noite veio de mansinho
E lhe trouxe adormecimento.

Neste olhar adormecido brincou com fadas e duendes.
Galgou florestas e desviou-se de serpentes.
Arrebatou nas águas cristalinas o frescor para o rosto.
Iluminou as pálpebras e docemente caminhou.

E tudo rosa e tudo prosa e tudo mágica.
Nos pés calçados macios artefato de bem-fica.
O frio de mansinho se aconchegou.

A esfera se fechou em torno colibris.
Beijas-flores, bem-te-vis.
No colo palavras mil.

k.t.n. in pequeno soneto

5 comentários:

Poetando com Carlinhos do Bento disse...

Conheci uma menina
Que tinha tanta vontade de amar
Que acabou se perdendo
Nas Terras de seu sonhar.

Parabéns pelo teu Blog Kátia !
Beijinhos.

Katia Naegelle disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Katia Naegelle disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Katia Naegelle disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Katia Naegelle disse...

Olá Kátia! Peço desculpas, os meus comentários se reproduziram(risos) e precisei deletá-los.

"Era uma vez", uma menina rosa
De tão rosa no seu sonho escureceu..."

Olá Kátia! Belo poema! O seu blog é lindo! Parabéns! Bjos em seu coração!