Refaço

E a vida volta em letras.
E refaço-me em poetas-postados.
Encosto a cabeça neste travesseiro.
Atravesso noites-minutos neste regaço.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A festa

Sombra de eucaliptos