sábado, 3 de dezembro de 2011

varanda

Vi a tua varanda
Tua varanda vazia
Sombria vazada
Na noite enluarada.

Teu nome na calçada
Partes abertas
Em panos retirados.
A calça, o jeans, o blues.

Tudo heavy metal
Pauleira danada
Na varanda vazia
Na grade sombria.

k.t.n.* in avarandada

Nenhum comentário: