sábado, 1 de outubro de 2011

Rio

Quero caminhar às margens deste rio
...
pensar em nada, sentir o vento
...
a brisa, o frio.


A cor tecelã destas paragens,
Miragens prontas e navegantes
Muitas milhas,
trilhas fecundadas
Em espertas aventuras.


Mastros, alturas!!
Assim é, assim será!
A parte que fica é a parte que vai.

k.t.n.* in mim

Nenhum comentário: