quinta-feira, 21 de julho de 2011

`❀´k`❀´tia`❀´ torres`❀

´ Há uma solidão intrínseca que se reparte em olhares distintos.
Uma permanência serena que naõ distingue, apenas.
Aquieta-se ao sol e seca, e espera lágrimas pungentes.
Não cai, naõ adormece, naõ fita.
Assim.
No arrebol.
No dia de sol.
Passeio.
Tateio
Vagueio.
Chego cedo.
... Imensidão! 01:16

Nenhum comentário: