segunda-feira, 13 de junho de 2011

c a m a*

Cama minha, cama minha,
por que estais tão vazia,
com tanta gente a povoar meu sono?

Cama minha, cama minha,
és ingênua e faceira, adormeces ligeira,
meus sonhos compartilha.

k.t.n.*

Nenhum comentário: