domingo, 15 de maio de 2011

vestes

Quintanilha de todas as quintas
Decifraste os tendões do Sol.
Desfibraste as trams do luto.
Seduziste a seda.
Queimastes as velhas torcidas no sol queimando,
As vestes
e as vestais

As vestes não usam aventais

As vestes são teu corpo nu
irrandiando-se para o cais noturno dos breus.

Incendiando pavios.
Tecendo roupas íntimas
Brincando de SER
MENINA
dos meus olhos.


k.t.n.*
in sedução

Um comentário:

pieta raimundo disse...

Poesia em homenagem a mulher
Autor poeta
Raimundo Nonato da Silva

Todo mulher é bonita
Por dentro e também por fora
Minha homenagem à mulher
Eu quero fazer agora
No dia oito de março
Sua data se comemora
Por isso eu tiro o chapéu
Pra senhorita e senhora

A mulher é nossa mãe
É filha irmã e neta
Tia sobrinha e avó
Musa e miss completa
Namorada noiva esposa
Minha jóia predileta
E quando não é amiga
É amada do poeta

Eu respeito à mulher loira
A preta branca ou morena
Gosto da gorda e da magra
Pode ser grande ou pequena
Em jornal filme e novela
Ela é quem enfeita a sena
Quando eu vejo mulher triste
Começo chorar com pena

Vejo princesa e rainha
Que estão no abandono
Mulher lida sem carinho
Que perde noites de sono
Que ser princesa e rainha
De um príncipe e rei sem trono
Venha ser a dona minha
Deixe Deus ser nosso dono

A mulher é para mim
Uma pedra preciosa
Que tem brilho de estrela
E é linda como uma rosa
Fico feliz quando vejo
Mulher bem feita e charmosa
E gosto de fazer dengo
Quando a mulher é fogosa






Alguém diz que em mulher
Não se bate nem com uma flor
Nem com dedo e nem com a mão
Pra ela não sentir dor
Não sei bater em mulher
Só dou carinho e amor
Beijo abraço etc.
De baixo do cobertor

Dou nota dez pra mulher
Essência de odor profundo
E o titulo oitava
Maravilha deste mundo
Se Deus fizesse outra Eva
Da costela de Raimundo
Já que não fui o primeiro
Seria o Adão segundo

Alei Maria da Penha
Não é uma lei aléia
Mas, tem homem que confunde
A palavra penha com peia
E quem bater em mulher
Tem que ir para a cadeia
Quem bate em mulher não presta
Eu acho uma coisa feia