terça-feira, 4 de janeiro de 2011

v i t r a l



E se eu te amar nesta brancura intensa?
Enevoar pavões,
Encantar?

E se te amar entre a neve branda?
Encantar prados,
Bradar?

E se, ainda, amar-te posso no vitral colorido?
Transparente clamor?
Tramar?

Não.
Enaltecer,
tua cor.

k.t.n.* in branco

Nenhum comentário: