sábado, 1 de janeiro de 2011

Texto revisado - 2010

nem todos os dias são obscuros
há o encantamento sutil
(a sinergia de sóis)
da poesia



nem todos domingos
são letargia:
vibram alvoroços nos varais
jactam flores nos quintais
e o rasante astrolábio

não pára de pintar
corolas azuis e perpétuas
acima do telhado



há a publicação da efeméride

pulsante nas veias cavas
nas curvas dos ossos talhados
e os silêncios rasgados pela chuva inquieta


há a mulher: trêmulo abrigo
do poeta

Adriano Wintter
http://adrianowintter.wordpress.com

Nenhum comentário: