domingo, 4 de abril de 2010

Revival - 07

Arco-íris

Setembras nos abris
Rosados gentis floris
Abrs-se ao NOrte
Horizonte Sul, Noroeste, infantis.

Caminhas sobre o Leste
Sem o Sul neves cobris.
Encontraste a ponte-mestre
Em tua fronte a coroar flori.


O Sol, em raios multicores,
Cristalinos, tudo cores.
Aonde quer que fores.
Transparência em brihos brinca.


Cintila fulgurante brilhante
Calor, fulgor, langor...
Colorido, florido, multicor.

K.T.N.

PARTIDA

Pés no chão, mais chão que pés.
Põe os pés para andar
SAir do mesmo lugar, procurar!
Ir... adiantar... transfor-mar...

Partir, deixar...
Nos ecos das palavras vazias
Dias de angústia, trabalho e dor.

Porém levar o gosto amargo
Para não se esquecer dos tristes dias.
Não cair em novas armadilhas
Fazer valer o teu lugar.

Deixar, no entanto,
um pouco do amargo,
Para conter teu novo pranto.

k.t.n.

PRIMAVERA

Primaverva vÊ quem eras
Gosto de heras
Nas cercas em bolor
Botões em cor...

É mais prima do que Vera
Fez a festa e se foi!
Voltaste arrebentando
Em borbotões de cor!


Vera em tudo
Não te escondes
E te mostras nos abris.
Em setembro pretendes.

A arruaça do caminho
Pontilhados, multicor.
Borboletas em teus ninhos
Há vizinhos passarinhos.

Primavera não me deixes
Em Sol ardente,
Queima e arde e não se sente!!

k.t.n.***

Nenhum comentário: