domingo, 4 de abril de 2010

Presente Poesia!!*

( ... ) Presente em minha poesia
Nem saíste, deixando palavras vazias.
Entoaste, melancólico, pregas na face
( ... ) Em tom áspero torturas amenas.

Retornaste, com visível propriedade
Provocando presente alegrias.
E disseste, sem palavras humildes fatos.
DA foto registrada, manhã serena.

Então, continuas assim...
Tão perto e tão dentro de mim
Tirando a cinza das horas.
Talvez , sem raiarm nem amoras.

Retornas presente perdido
No atrás do tempo, agonida sentida.
Na calçada, com vento varrido.
Da esquina, coluna do meio.

Olhei-te sem receios
Olhaste-me sem teus freiso.
E a manhã deixou o dia
seguir em paz.Doces meneios.

k.t.n.

2007

Nenhum comentário: