domingo, 4 de abril de 2010

luz

Há um preto que reluz
Tinto, cor, amor.
Tão preto que tinge
A alma de cor.

Há um negro que não se ausenta.
É preto, é brano multicor.
Há! Que sabe o tamanho.

k.t.***

2007

Um comentário:

Amor em Vermelho disse...

Kátia

Estou lendo as poesias e emocionada, pois tocam fundo no coração. São lindas e muito bem escritas. Você está de parabéns. Beijosss