domingo, 4 de abril de 2010

DISSIMULAÇÃO

Não engane o meu pobre coração.
Não engane, apenas segure a minha mão.
Segure firme, mostre-me à frente.
Largo horizonte, caminhos de cor.

Não engane o meu pobre coração.

Não ...

Retrato triste em vaõ,
Não me furte a aurora dos dias,
Não me roube a grata poesia,
Passe, apenas, e se vá...

k.t.n.

2007

Nenhum comentário: