terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Saudade rosa

E se a minha saudade rosa vier te buscar,
E se o meu amor de for novo te saudar?
E se na virada do firmamento encontrei tão louco alento?

E se posso?
E se podes?

Quem segurará?
Quem se manifestará?

Em qual tempo, em qual paragem?
Em qual vertigem, em qual viagem?

Dize ao cego, responde ao louco, ouve a música.
E toca a mais bela canção ...
E busca nas palmas das minhas mãos,
Tuas linhas tracejadas,
Nossos caminhos enroscados
Os desejos armafanhados... e o suspiro gritando dobrado.

k.t.n.
in rosa

Nenhum comentário: