domingo, 4 de outubro de 2009

impulso

o pulso impulsiona
em direção de vento ligeiro
o vento contraria o pulso
que corre prazenteiro
em direção ao relógio
poemas de um dia inteiro.

a cerimônia é chata
cansou, entendiou.
sem cerimõnia pedimos
textos voltem. melhor que o discurso.

***
20/10/08

teus textos não são pobres
nem de marré de si
seus textos são um pouco arte

um pouco fato, um pouco contraste

teus textos, oras, são teus textos!!

15/10/08

D:
meus textos, pobre deles, sem ventura na correnteza do vento

sem ser cerimônia
o pulso ainda expulsa

:***

diogo

Nenhum comentário: