segunda-feira, 13 de abril de 2009

Novo dezembro

Novo Dezembro

O meu mais Novo Dezembro, consagro a ti
Á mãe das mães, a superior, a que sabe do coração
o sofrimento humano, e aconchega nos seios os seus filhos.

O meu mais Novo Dezembro, consagro a ti.
Á mãe que me acolheu em seu colo, ensinou-me os caminhos, amparou-me,
Deu seu corpo como abrigo, oportunidade de estar e ser.

O meu mais Novo Dezembro, consagro a mim, que buscando
em ti, posso nos teus passos renascer, continuar, desvendar, estudar, desvelar.

O meu mais Novo Dezembro é assim, um pouco denso, um pouco leve...
Mais nova cor, em novo amor, em novas esferas,,,
De cores respingadas de florestas, de opiniões, de fantasmas, de fantoches, de entrevistas dos bordados, das serpentinas, das meninas, dos colegas, alpercatas, rotas novas, novos mares, novo prato.

Enfim... é Dezembro, novo dez em doze! Em tantos anos juntas.
Uma nova era de um, de cada um em seu lugar.
Em nova vez de continuar, em alta

01/12/07

Nenhum comentário: