domingo, 22 de fevereiro de 2009

* * *

É hora. pt .

Das coisas que me irão ao coração sempre te levar.
Tento deixar, mas não posso, insistes em me acompanhar.
É uma passagem, uma certeza, um plano, uma alteza.
Um dia, uma beleza, noutro uma tristeza e vamo-nos.

Insisto em ir, insistes em vir, então, vamo-nos!
Deixa as lágrimas rolarem e o sal cozer o teu rosto.
Até a alma desnudar e, finalmente, mostrar mostrar mostrar...
O que o cinza escondeu no teu olhar noturno.

Deixa a imensidão tomar-te pelas mãos e vamos.
A passagem é muito rápida, se quiseres ir devagar, iremos.
Mas tenho pressa, tenho medo de que te percas de mim.
Das tuas dores, do teu pranto, vãos os amores.

Segura a estrela que vem além-do-mar, segura.
Pega a mão, pega todas em caminhos mil.
Singra este mar, em meu navio, ancora neste cais.
Profundidade, em paternidades de filho que não pariu.

k.t.n.

Ao ritmo da música...............&.

2 comentários:

Glaucia Elaine disse...

Olá querida Katia!
A cada dia você me encanta mais, gosto muito de tudo que você posta aqui nesse seu espaço delicioso...
Estou sempre por aqui dando uma olhadinha, é que sou assim mesmo meio quieta, meio matuta na minha, as vezes me sinto insegura em comentar, mais estou amadurecendo com tantos talentos assim como você!
Um grande abraço!!

Kátia Torres disse...

Obrigada,Glaucia....... venha sempre........bjs!