terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Para Vácuo ...

p/ vácuo

Já soltaste,
No meu canto poético,
Seu grito epiléptico

Enroscado na garganta
Com a língua presa entre-dentes
Sem espuma sem baba


Dissolvendo o meu tédio.

E tenho dito!!

04/04/2008

k.t.n.

eu te ofereço
a amarga-rida
toda de rosa
cheia de prosa
em verso em flor

08/04/2008

hipotético?
real?
O que é real?
O que é?
O quê?
O
o
.







hipopôtamo hipotético...
só uma hipótese sem tese.
coelinho é biito
outro bixo esquisito
é o grilo quando pula
qual eskilo pela grama...


09/04/2008






não vou te oferecer
uma amarga-rida
te ofereço uma flor
cheia de vida
e uma rosa vermelha
lapidada, polida
pelo meu amor

beautiful....

rsrs...

k.

dio
dia
di
d
.

conheço vc?


.
o
e
eg
ego
o ego


¿anta?

onde anda a anta

ou

ontem anta ante
anteparo sem reparo
anta anta anta
poesia é poesia
não precisa se explicar
não precisa se nomear
batizada já vem

não encanta + de cem
mas ninguém é sem

estão todos nela
aproveitam-se nas ruelas
a comer em mortadelas
nossos versos mais¿pinguelas?
a dizer o nome delas.

poesia sempre bela
poesia sim singela
poesia olha ela
a espreitá lá na janela.

não gostou?
requenta o macarrão.

bjs. fui. sem inspiração. muito trabalho. poesia por viver.

k.t.n.

e pt.


dio!!!
dia
duro...

dio !!!
todo dia
dureza.

dia,
dia,
vida,
ida.

sem volta
revolta.
transtorna.

sem forma.
disforme
conforme
o nome.

dio, dia, dia. dio.
deu branco....cante
encante
espante

02/06/2008


mie, pie...

lata, parta a prata.

k.t.n. ocaso
..caso
.....so
.......o
.........

...loco
...poco
....oco
......po
........o

09/07/08

sem.data
sen tada

a...matriz
e...motriz
a...forma
..amorf.a
de..baixo

do. nariz!
07/07/08


.kátia torres.:

dio!!!
dia
duro...

dio !!!
todo dia
dureza.

dia,
dia,
vida,
ida.

sem volta
revolta.
transtorna.

sem forma.
disforme
conforme
o nome.

dio, dia, dia. dio.
deu branco.
02/06/08





Nenhum comentário: