terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Clichês...

CLICHÊ /1/

Na antiga América do Sul,
Rebrilhava em azul
Especial paisagem,
De um azul profundo, de um céu tbm profundo e intenso.
Pertencente aos trópicos, de Sol forte combatente.

Mas o azul contamina, cai no gosto popular,
E o planeta Terra conjuga a cor por excelência
Tão suave, doce em sua presença,
Confirmam os céus, respondem os mares
Finito o último, porem infinito o primeiro...

Em sua plenitude, angelitude,,,
Azul de todos, de espaço indefinido
De um clichê, de um talvez, kem sabe meu,
De olhos revéses, oblíquos,,,
De reféns de ninguém, dilui-se ,,,
Esparge contaminando a todos.

E não sendo de ninguém...
Volta tranqüilo em sua órbita
Transparente, ternamente, é de todos,,,
é clichê, lugar comum, é do 'mundo';;;

Conjugue em 'paz'!
No plural, tanto faz...

Outubro, ainda,,,

Nenhum comentário: